Notícias

Find My (Stuff): vazam imagens do ‘rastreador secreto’ da Apple

Imagem de: Find My (Stuff): vazam imagens do 'rastreador secreto' da Apple

Julia Marinho

via nexperts

Além de achar pessoas, os iPhones poderão achar coisas: o site MacRumors vazou imagens da nova guia Coisas (Items, em inglês), semelhante às existentes Pessoas e Dispositivos que já existem no aplicativo Find My. A novidade ainda está em desenvolvimento, já que não está disponível na atualização do iOS 13 que foi lançada ontem (19).

Captura de tela mostra a provável nova guia do Find My para localizar objetos. (Fonte: MacRumors/Reprodução)

A guia Coisas também vai exibir um mapa e uma lista de itens associados à conta Apple ID do usuário.  A guia Eu será um avatar acima de todos os mapas exibidos.O recurso é chamado internamente de B389, e é a resposta ao sucesso do rastreador Tile. As marcas de rastreamento são incluídas no Find My através do botão Adicionar.

O funcionamento é simples: quando um objeto não está mais próximo, o usuário recebe uma notificação. Se não conseguir localizar o que perdeu, basta acionar um botão no Find My, e a tag da Apple emitirá um som alto, permitindo saber onde o objeto extraviado se encontra.

A tag usada no rastreamento de objetos teria um desenho simples, somente com o símbolo da Apple. (Fonte: MacRumors/Reprodução)

Se o objeto perdido estiver longe , seu avatar pode ser anexado ao “Modo Perdido”. Se outro usuário do iPhone encontrá-lo, ele poderá visualizar as informações do proprietário do item e contatá-lo. O dono do objeto perdido será imediatamente notificado.

O item deixado de propósito em um lugar pode ser incluído no modo “Locais seguros”, e sua localização poderá ser compartilhada com amigos, por exemplo.

Suporte para rastreamento preciso

Mesmo que não sejam oficiais, as imagens são um indicativo de que esses recursos serão mesmo lançados, segundo o analista do grupo KGI Securities Ming-Chi Kuo. Para ele, as tags terão suporte para tecnologia de banda ultra larga; como os novos modelos do iPhone 11 rodam chips de banda ultralarga U1, eles poderão  rastrear as tags com precisão.

Fontes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *